Um homem de 67 anos foi este domingo de madrugada encontrado morto, na Figueira da Foz, num quadro de violência física, existindo suspeitas de homicídio, disse fonte da Polícia Judiciária (PJ)."É uma situação de uma morte violenta, num quadro de violência física, tudo aponta para homicídio", afirmou a fonte da PJ, organismo que está a investigar o caso.

Já o comandante dos Bombeiros Municipais da Figueira da Foz (BMFF), Nuno Osório, disse que a corporação foi chamada ao local, cerca das 03:20 de hoje, na povoação de Serra da Castros, a cerca de 10 quilómetros a oeste da Figueira da Foz, distrito de Coimbra, solicitada para uma abertura de porta com socorro.

"Quando chegámos estavam elementos da Cruz Vermelha e a porta da casa tinha sido arrombada por familiares. Foi feita uma busca a toda a habitação à procura do senhor mas não foi encontrado", frisou.

De acordo com Nuno Osório, a vítima teria "mobilidade muito reduzida", consequência de ter sofrido um acidente vascular cerebral há uns anos e deslocava-se com a ajuda de canadianas, as quais foram encontradas na habitação.

Os bombeiros, acompanhados por elementos da GNR, alargaram as buscas, durante a noite, ao exterior da casa, em redor da residência e campos agrícolas próximos e, "na aproximação a uns anexos e arrumos, foi detetado sangue" e encontrado o corpo do homem "que estava ocultado e já cadáver".

No local estiveram sete homens e duas viaturas dos BMFF, o delegado de saúde da Figueira da Foz e meios da GNR, Cruz Vermelha Portuguesa e Polícia Judiciária.