“Nesta reunião debatemos os principais desafios que se constituem como ameaças comuns às nossas sociedades e aos nossos valores, tendo os quatro comungado da convicção de que são necessárias ações firmes em domínios fundamentais, como na prevenção e no combate às redes de exploração da imigração ilegal e também à criminalidade organizada”, disse aos jornalistas a ministra da Administração Interna.


“O reforço da cooperação policial entre Portugal, Espanha, França e Marrocos esteve sempre presente e é fundamental em áreas como a gestão de fronteiras e o combate à fraude documental”, disse a ministra portuguesa.














“Marrocos não é a polícia da Europa. Tentou proteger a vida humana e fazer com que as pessoas não arrisquem as suas vidas”, disse.






Criado grupo no âmbito da luta do terrorismo

“No combate e prevenção do terrorismo, que agora se apresenta sob novas formas e exige novas respostas, decidimos a criação de um subgrupo de trabalho para fomentar a cooperação operacional, estabelecer orientações e monitorizar os resultados”, disse a ministra da Administração Interna, numa conferência de imprensa realizada após o Encontro Ministerial Quadripartido.




“O grau de ameaça é extremamente alto”, disse aos jornalistas ministro do interior francês, Bernard Cazeneuve, recordando os recentes ataques terroristas em Paris, Tunes e Copenhaga.