"É normal e frequente, sobretudo quando as águas estão mais calmas, o avistamento de tubarões caneja, que é uma espécie costeira", esclareceu o biólogo Manuel Biscoito à agência Lusa, depois de duas praias na zona leste da ilha terem sido interditadas esta semana durante algum tempo devido à presença daqueles peixes.


"O que podemos dizer é que há mais pessoas a usufruir do mar e das atividades náuticas e, como tal, verifica-se um aumento do número de reportes de avistamentos", sublinhou.