Uma viatura de catering danificou na segunda-feira à noite uma porta de um avião da transportadora SATA no aeroporto de Lisboa. O incidente estava a condicionar a operação da empresa nesta terça-feira de manhã, mas a situação foi resolvida a meio da manhã, como confirmou à Lusa o porta-voz da companhia, António Portugal.

O responsável explicou que, na segunda-feira, a vitura ia abastecer o avião que ia fazer o voo da noite Lisboa-Ponta Delgada, mas acabou por embater na porta, danificando-a.  

Uma viatura de catering que ia abastecer o avião A320, para depois este fazer o voo da noite Lisboa-Ponta Delgada, encostou-se à aeronave e embateu numa porta, danificando-a.”

António Portugal disse que a porta tem de ser reparada, pelo que a aeronave está fora de serviço.

A ligação aérea foi assegurada por outro avião que a companhia tinha.

Devido a este incidente, a SATA informou os passageiros, pelas 08:00 locais (mais uma hora em Lisboa), que a transportadora não conseguiria “realizar os voos Lisboa-Ponta Delgada, Ponta Delgada-Porto, Porto-Ponta Delgada e Ponta Delgada-Lisboa”, 

Entretanto, a companhia garantiu que os cerca de 400 passageiros afetados vão ter viagem até ao final da manhã.

As ligações Lisboa-Ponta Delgada e Ponta Delgada-Lisboa são realizadas com um avião que a SATA alugou para responder rapidamente à situação suscitada pelo incidente com uma viatura de ‘catering’ no aeroporto de Lisboa”, explicou António Portugal.

Segundo António Portugal, “os passageiros que estavam nas ligações Ponta Delgada-Porto e Porto-Ponta Delgada são transportados para Lisboa em voos da SATA e da TAP e reencaminhados depois para o Porto”.