Morreu mais um dos feridos do incêndio que destruiu o edifício da associação recreativa de Vila Nova da Rainha, em Tondela, a 13 de janeiro. Trata-se de um homem que estava internado no Hospital da Prelada, no Porto, confirmou a TVI

O homem morreu este sábado, elevando para 10 o número de vítimas mortais. 

A vítima, "com mais de 50 anos de idade", estava internada na Unidade de Queimados do Hospital da Prelada desde 14 de janeiro, refere a Misericórdia do Porto, num comunicado.

O homem "faleceu esta manhã em falência multiorgânica", acrescenta o mesmo comunicado, explicando que desde sexta-feira que se registava "um agravamento do seu estado geral, não tendo respondido a todas as medidas de suporte que lhe foram instituídas pela equipa médica".

Há 15 dias, no sábado em que aconteceu a tragédia, o saldo de vítimas era de oito mortos e 38 feridos, 16 dos quais em estado grave. No dia 17 de janeiro, confirmou-se a morte de um homem de 67 anos, que estava internado no Hospital de São João.

VEJA TAMBÉM:

A Câmara de Tondela decretou três dias de luto municipal, na sequência do incêndio ocorrido na Associação Cultural, Recreativa e Humanitária de Vila Nova da Rainha, que provocou oito mortos e 38 feridos.

O incêndio deflagrou numa altura em que se encontravam mais de 60 pessoas na associação a participar num torneio de sueca.

O Ministério Público instaurou um inquérito para investigar o que aconteceu, estando o Departamento de Investigação e Acção Penal de Viseu a ser coadjuvado pela Polícia Judiciária.