A Polícia de Segurança Pública está a montar uma operação especial para garantir a vigilância policial a José Socrates, no dia das legislativas. A estratégia está a ser definida ao mais alto nível pela própria direcção nacional da PSP.

Segundo o semanário Expresso, o comando está a contar com uma ordem genérica do juiz Carlos Alexandre, para depois por em prática a operação policial "Sócrates vota."

Será assim a PSP a definir de que forma o antigo primeiro-ministro fará o percurso do número 33  da rua Abade Faria , onde se encontra em prisão domiciliária, até à assembleia de voto na freguesia do Coração de Jesus, onde está recenseado.

Fontes da PSP avançaram ao semanário que o cenário mais provável é que Sócrates se desloque num carro descaracterizado, acompanhado por polícias à paisana e desarmados.

Tudo porque a lei eleitoral proíbe a presença de força armada num raio de 100 metros das assembleias de voto, a menos que o presidente das mesas peça a presença das forças de segurança, no sentido de evitar violência ou agressão.