Um veleiro com bandeira alemã encalhou esta sexta-feira na praia da Alfarroba, em Peniche, mas o único tripulante não sofreu ferimentos e a embarcação encontra-se estável, divulgou a Capitania do Porto de Peniche.

O único tripulante, um homem de 72 anos, saiu da embarcação pelo seu próprio pé, encontra-se bem, mas diz não saber o que levou a embarcação e encalhar”, disse à agência Lusa o comandante da Capitania do Porto de Peniche, Marco Serrano Augusto.

De acordo com o responsável, o veleiro, com 15 metros de comprimento e bandeira alemã, não representa perigo de poluição ou para a navegação, embora vá ser alvo de uma peritagem.

Entre as 13:30 e as 14:00 subirá a bordo um perito da capitania para avaliar os danos na embarcação e se há necessidade de tomar medidas cautelares até à sua remoção”, afirmou o capitão do porto, lembrando que o proprietário terá agora um prazo de 48 horas para apresentar um plano de retirada do veleiro.

O navegador, único tripulante do barco, está a ser ouvido na Capitania de Peniche e deverá nas próximas 24 horas apresentar um relatório de mar que permita perceber as causas do acidente.

Já antes, pelas 06:00, a Estação Salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) tinha prestado auxílio a outro veleiro de bandeira alemã, o “Morgi”, que “apresentava incapacidade de manobrar devido a avaria na máquina, junto ao cabo Carvoeiro”, divulgou a Marinha em comunicado.

Após o pedido de auxílio foram acionados os meios de apoio e salvamento da Estação Salva-vidas do ISN, tendo o salva-vidas “Vigilante” ligado um cabo de reboque para conduzir a embarcação ao porto de Peniche, onde atracou no cais da Ribeira, cerca das 07:00.

Na operação esteve envolvida uma embarcação e respetivos tripulantes da Estação Salva-vidas do ISN de Peniche, uma viatura todo-o-terreno e agentes do comando-local da Polícia Marítima, e militares da Capitania do Porto de Peniche.