O chefe da Delegação Regional de Albufeira do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras foi detido pela Policia Judiciária esta quinta-feira, através da Diretoria do Sul, pelas suspeitas da prática de vários crimes de corrupção passiva. A informação foi confirmada à TVI por fontes oficiais da Polícia Judiciária.

Foram ainda realizadas "duas buscas, uma domiciliária e outra nas instalações do SEF em Albufeira".

A investigação "teve início em meados de 2017, após uma participação formal do próprio SEF", avançou à TVI fonte oficial da Polícia Judiciária de Faro.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras fez a comunicação à PJ após "ter recebido várias denuncias anónimas nesse sentido".

É o próprio comunicado oficial da Polícia Judiciária que descreve que o agora detido "recebia presumivelmente quantias monetárias de estrangeiros para a concessão de autorização de residência em Portugal".

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras colaborou estreitamente com a Polícia Judiciária no decorrer de todas as diligências.

O suspeito de 56 anos de idade e vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.