O incêndio que deflagrou este sábado no complexo turístico Zmar, em Odemira, obrigando à evacuação do espaço, já foi dominado pelos bombeiros, cerca das 20:00.

O alerta foi dado cerca das 17:39 e no local estiveram corporações dos bombeiros de Odemira, Vila Nova de Milfontes, Ourique, Cercal, Aljustrel e Castro Verde, confirmou a TVI24 junto do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja.

O fogo teve início num dos edifícios principais, situado na zona da restauração, e próximo da piscina, e alastrou-se já à zona de mato nas proximidades.

No local, para prosseguirem com os trabalhos de rescaldo mantêm-se 94 operacionais, auxiliados por 28 viaturas, dos bombeiros, GNR, AFOCELCA, Instituto Nacional de Emergência Médica e Autoridade Nacional da Proteção Civil.

O comandante operacional distrital de Beja, tenente-coronel Vitor Cabrita, adiantou que o incêndio “terá tido início num pavilhão” central do complexo, onde estão situados “o restaurante e o refeitório”.

E o indício que temos é que terá tido início na cozinha”, nesse mesmo pavilhão central, acrescentou.

Antes de dominarem as chamas, os bombeiros conseguiram circunscrevê-las “a esse edifício central”, feito “todo em madeira” e evitaram que se propagassem “às outras estruturas do complexo turístico”.

O fogo, além de afetar o parque de campismo, ganhou também uma dimensão rural, quando se propagou “ao pasto e, depois, a uma área de povoamento florestal”, explicou Vitor Cabrita.

O combate ao incêndio rural mobilizou ainda um helicóptero.

Tanto os bombeiros, como o Comando Territorial de Beja da GNR, não têm registo de quaisquer feridos.

O Zmar é um parque de campismo “amigo do ambiente”, perto de Zambujeira do Mar, no concelho de Odemira, no distrito de Beja.