Morreu este sábado uma mulher vítima dos incêndios dos incêndios de 15 de outubro de 2017. A informação foi confirmada pela TVI junto do Hospital Universitário de Coimbra

A mulher com mais de 70 anos estava desde o dia 16 de outubro, ao cuidado da Unidade de Queimados, mas acabou por não resistir às graves queimaduras que tinha no corpo.

A vítima mortal era natural de Mortágua, distrito de Viseu.

Sobe assim para 49 o número de mortes provocadas pelos incêndios que devastaram a zona norte e centro do país em outubro de 2017.

Presidente apresenta condolências

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apresentou este sábado condolências à família da mulher que morreu no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

O Chefe de Estado apresentou condolências à família da vítima, residente na aldeia de Chão de Vento, freguesia de Sobral, Mortágua, "vítima dos incêndios de outubro passado e que hoje faleceu, depois de uma longa agonia", informou uma nota divulgada no sítio oficial da Presidência.

A comissão que analisou os grandes incêndios rurais de 2017 entregou na terça-feira, no Parlamento, o relatório dos fogos de outubro, envolvendo oito distritos das regiões Centro e Norte.

O documento, que atualizava então para 48 o número de mortos nesse mês, conclui que falhou a capacidade de "previsão e de programação" para "minimizar a extensão do incêndio" na região centro.

No total, os incêndios do ano passado fizeram 115 vítimas mortais.