O SEF vai admitir novos inspetores no próximo ano, além do curso com 45 elementos que vai ter início em setembro.

Na cerimónia que assinalou o 39º aniversário daquele serviço de segurança, António Beça Pereira, diretor nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, destacou os 45 novos inspetores que vão iniciar o curso de formação em setembro e o novo concurso que vai ser aberto em 2016.

“Desde 2003 que não havia um concurso para inspetores no SEF, esse é um grande motivo de carência de inspetores. 12 anos sem concurso para inspetores é muito tempo”, disse aos jornalistas, adiantando que os cursos têm a duração de um ano.


O mesmo responsável afirmou que o SEF pediu ao Ministério da Administração Interna 45 inspetores-adjuntos e 10 inspetores para serem admitidos no curso do próximo ano.


Aeroportos concentram atenções dos inspetores e revelam as carências


António Beça Pereira revelou também que os aeroportos de Lisboa e Faro vão ser reforçados durante o verão, tal como aconteceu em 2014.

“O número de inspetores que dispomos não é aquele que desejávamos, está a ser pedido um esforço significativo aos inspetores”, disse, lamentando que algumas companhias aéreas façam chegar os voos a determinadas horas.

Como exemplo, referiu o caso do aeroporto de Lisboa, onde por volta das 06:00 aterram vários aviões com cerca de 3.000 passageiros, sendo impossível os inspetores do SEF responder a este fluxo.

“Não há meios para conseguir processar em pouco tem 3.000 passageiros, que vêm de fora do espaço Schengen, de países terceiros. Portanto torna-se muito difícil quando em cerca de meia hora aterram 3.000 passageiros”, sustentou.

Beça Pereira defendeu uma conjugação de esforços entre o SEF, companhias aéreas e a ANA-Aeroportos de Portugal no sentido de dar uma resposta para que os passageiros não sejam penalizados.

António Beça Pereira adiantou que o debate tem sido feito, nomeadamente com a ANA, esperando vir a conseguir encontrar algumas soluções.

Na cerimónia de aniversário, que decorreu na sede do SEF, em Oeiras, a ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, entregou 20 novas viaturas aquele serviço de segurança.