O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), informou esta quinta-feira que deteve quatro pessoas na área do Porto por suspeita dos crimes de auxílio à imigração ilegal e lenocínio e deteve outras duas por permanência ilegal em Portugal.

Em comunicado de imprensa, o SEF indica deu cumprimento na madrugada desta quinta-feira a um mandado de busca a estabelecimento de diversão noturna na área do Porto e a três mandados de busca domiciliária e refere que a operação culminou na identificação de 12 cidadãs e na detenção de quatro cidadãos, três nacionais e um estrangeiro, pela prática do crime de lenocínio.

Durante a mesma investigação de suspeitas de prática de crime de auxílio à imigração ilegal e lenocínio, o SEF deteve também duas cidadãs estrangeiras “por permanência ilegal em território nacional” e que vão estão a ser presentes a tribunal para conhecerem as medidas de coação.

Das buscas domiciliárias, o SEF apreendeu armas de fogo, armas brancas e viaturas e diversa matéria de prova relacionada com o lenocínio.

O estabelecimento de diversão noturno foi “apreendido e selado” por ordem judicial.

O SEF desenvolveu esta investigação criminal ao longo de seis meses, sendo o inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e ação Penal (DIAP) de Santo Tirso.