A Polícia Judiciária está a realizar uma operação com buscas em residências e casas de câmbio, em Lisboa, no âmbito de um inquérito sobre branqueamento de capitais e tráfico internacional de estupefacientes, confirmou fonte judicial.

Ao que a TVI apurou, a investigação está relacionada com a suspensão de atividade de duas empresas,  pelo Banco de Portugal, mas não há qualquer indício de terrorismo. 

As buscas estão a ser levadas a cabo por elementos da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária (PJ), num inquérito tutelado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP).

Um outra fonte adiantou à TVI que já foram efetuadas detenções. 

O Banco de Portugal determinou esta quarta-feira a suspensão integral das operações da Money One e da Transfex, no âmbito da prevenção do branqueamento de capitais e do financiamento do terrorismo. 

A Money One e a Transfex estão «a ser utilizadas por pessoas, direta ou indiretamente relacionadas com as estruturas acionistas e/ou de gestão daquelas entidades, para a circulação de fundos provenientes de origem ilícita, com o objetivo de, assim, se assegurar a integração dos mesmos no sistema financeiro e o seu subsequente branqueamento», de acordo com uma nota publicada na página da internet do Banco de Portugal.