A Polícia Judiciária (PJ) está a realizar buscas nas instalações de Lisboa e do Porto da Agência Nacional de Inovação (ANI), disse à agência Lusa fonte ligada ao processo.

As buscas estão relacionadas com um projeto de vinhos datado de 2006, acrescentou fonte do Ministério da Economia.

Trata-se de um projeto que envolveu verbas do Quadro Comunitário de Apoio (QCA), mas não foram adiantados mais pormenores.

Por seu turno, fonte do gabinete de Comunicação e Marketing da ANI contactada pela agência Lusa remeteu para o final da tarde a divulgação de um comunicado sobre as buscas, alegando que enquanto estas decorrerem não farão quaisquer comentários.

Nesta diligência de investigação participam elementos da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da PJ e magistrados do DCIAP.

O capital da Agência Nacional de Inovação é subscrito em 50% pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, através da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia, e noutros 50% pelo Ministério da Economia, através da Agência para a Competitividade e INovação, Instituto Público (IAPMEI) (50%).