A chuva intensa desta quinta-feira provocou várias ocorrências desde inundações de edifícios, estradas, quedas de árvores e falhas de eletricidade um pouco por todo o distrito de de Vila Real, segundo a Proteção Civil.

Ao final da tarde de hoje, o distrito de Vila Real foi atingido por uma trovoada, acompanhada de precipitação muito intensa, que caiu num curto espaço de tempo.

O comandante distrital de operações de socorro, Álvaro Ribeiro, disse à Lusa que “um elevado número de operacionais” está envolvido nas ações de limpeza de estradas, devido à chuva forte, ao arrastamento de terras e queda de árvores, e ainda de desentupimento de sarjetas e pequenas inundações em edifícios.

O comandante dos Bombeiros Flavienses, em Chaves, disse que a sua corporação recebeu “mais de 100 chamadas” devido às inundações em edifícios e vias públicas provocadas pela chuva intensa que atingiu hoje o concelho.

José Lima afirmou à agência Lusa que a sua corporação tem no terreno 60 operacionais e 10 viaturas envolvidos nas operações de limpeza e de desobstrução de vias devido à precipitação intensa e queda de granizo, que ocorreram num curto espaço de tempo, naquele concelho do distrito de Vila Real, ao final da tarde.

Está tudo lá fora a trabalhar, já recebemos mais de 100 chamadas por causa inundações, desde o hospital, pastelarias a uma clínica veterinária. São ocorrências um pouco por toda a cidade”, salientou.

Fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) adiantou que estão a ser mobilizados bombeiros de corporações de concelhos vizinhos para ajudarem nas operações de limpeza em Chaves.

Foram contabilizadas ocorrências em vários concelhos do distrito, nomeadamente a norte, em Montalegre, onde a trovoada e precipitação começaram ao final da tarde, ainda Chaves, Vila Real, Alijó, Sabrosa e Peso da Régua.

Na cidade de Vila Real há registos de inundações na Avenida Primeiro de Maio e ainda na zona industrial, onde alguns carros ficaram parcialmente submersos, e verificou-se também uma falha de energia devido à inundação de um posto de transformação.

Carlos Pereira, comandante dos bombeiros do Pinhão, concelho de Alijó, disse que se verificaram inundações num hotel e num bar, junto ao cais fluvial desta vila, e que a chuva intensa provocou o arrastamento de terras para a zona da ponte rodoviária sobre o rio Douro e da linha de ferro.

Os bombeiros do Pinhão já se encontram nas operações de limpeza e contam com o reforço de equipas de voluntários de Alijó e de Favaios.

Também em Alijó, devido ao mau tempo, foi cancelado o concerto no âmbito da iniciativa “Quintas à Noite”, que seria dado pela Orquestra Juvenil de São Mamede de Ribatua, e que estava previsto para esta noite.