Uma fuga de amoníaco, numa fábrica de gelo, no porto de Olhão, fez esta quinta-feira, oito feridos ligeiros, apurou a TVI.

Segundo fonte do CDOS, sete dos feridos são bombeiros e há ainda um militar da GNR que também sofreu ferimentos. 

À chegada, os bombeiros tentaram logo conter a fuga, mas nas operações sete elementos da corporação e um militar da GNR ficaram feridos, embora estejam “já todos fora de perigo”, afirmou o capitão do porto.

O capitão do porto de Olhão, Nunes Ferreira, referiu à Lusa  que a “fuga está contida” e a segurança da população “está garantida”, porque as autoridades levantaram um perímetro de 100 metros em redor do local, distância a partir da qual não há perigo para as pessoas.

Pelas 23:00, o perímetro de segurança foi levantado, disse.

“O perímetro já está levantado e confinado à fábrica. As pessoas já estão autorizadas a ir buscar os seus automóveis”, disse o comandante.