Os dois homens suspeitos de terem matado, há duas semanas, um sem-abrigo junto ao estádio municipal de Loulé vão ficar em prisão preventiva, anunciou hoje o Ministério Público de Faro. Têm 39 a 44 anos e foram eles próprios que pediram ajuda para o socorrer.

[São suspeitos de], na sequência de uma discussão, terem estrangulado até à morte um homem, de 54 anos, que pernoitava num carro abandonado".

Os homens, que também viviam em viaturas estacionadas no mesmo local, foram detidos esta semana pela Polícia Judiciária de Faro e são suspeitos de um crime de homicídio qualificado.

Segundo a PJ, o crime ocorreu entre o final da tarde do dia 5 e a manhã do dia 6 de abril, tendo os homens "estrangulado e saltado em cima do corpo de um homem, provocando lesões que lhe determinaram a morte".

Depois de presentes a primeiro interrogatório judicial, na quarta-feira, o juiz decidiu aplicar-lhes a medida de coação de prisão preventiva.

O processo segue agora os seus termos no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro, com investigação a cargo de Polícia Judiciária.