Cinco adultos e 72 crianças do centro escolar Beato Nuno, em Fátima, distrito de Santarém, manifestaram esta sexta-feira náuseas e vómitos, informou a Câmara de Ourém, adiantando que a autoridade de saúde está a investigar a situação.

Em comunicado, o município informa que «não há registo de que alguma das crianças tenha recebido tratamento hospitalar», tendo os encarregados de educação sido «informados de imediato e as crianças indispostas encaminhadas para casa».

Segundo o mesmo comunicado, o Agrupamento de Escolas de Ourém, que tutela a gestão do centro escolar, «solicitou de imediato a intervenção da Autoridade de Saúde no sentido de avaliar a situação».

«Orientados pela Autoridade de Saúde, os técnicos de saúde estão no local a investigar o problema, no sentido de corrigir a situação», esclareceu a autarquia, assegurando que o centro escolar «adotou de imediato medidas de reforço de desinfeção nas instalações escolares».

Em declarações à agência Lusa, a delegada de saúde do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo, Maria dos Anjos, disse que foram deslocados dois técnicos para o local para apurar as causas do problema, tendo avançado que as suspeitas de contaminação por via de alimentação ou ingestão de água não são conclusivas.

«As primeiras suspeitas do inquérito, que ainda não terminou, apontavam para a água ou para a comida, mas não há conclusões nesse sentido, até porque nem todos os alunos que almoçaram no refeitório ficaram com os sintomas, e porque os professores que manifestam sintomas de náuseas e vómitos não almoçaram na escola.»


A responsável pela autoridade de saúde na região disse, ainda, que, «em princípio, está afastada a origem bacteriana do problema, uma vez que os indivíduos que manifestam desconforto abdominal não apresentam febre nem diarreia».

«Talvez seja um vírus, mas ainda é cedo para avançar com uma conclusão definitiva.»


A maioria dos alunos afetados regressou a casa. As aulas continuaram a decorrer com normalidade para os alunos e professores que não foram atingidos por esta indisposição geral.

O centro escolar Beato Nuno, com pré-escolar e 1.º ciclo, é frequentado por 270 crianças. Trabalham na escola 12 professores e oito auxiliares, disse à agência Lusa fonte da escola-sede.