Foi resgatado o corpo de um dos pescadores desaparecidos nos Açores. A embarcação transportava cinco pessoas, todos habitantes de São Jorge. O alerta foi dado pelas 20:00.

A embarcação da estação salva-vidas da Horta resgatou um dos homens que estava desaparecido após um naufrágio na ilha de São Jorge. O corpo vai ser desembarcado em São Roque, ilha do Pico. 

Continua desaparecido um dos ocupantes da embarcação de recreio que naufragou este domingo no canal entre as ilhas do Pico e São Jorge.

Apesar do intensificar das buscas durante o dia, as autoridades só conseguiram localizar pertences dos náufragos junto à costa da ilha montanha. As esperanças de encontrar o último pescado com vida diminui com o passar das horas já que não sabe nadar e não envergava coletes salva-vidas.

Buscas suspensas durante a noite

As buscas para encontrar o outro desaparecido na sequência do naufrágio de uma embarcação em São Jorge, Açores, foram infrutíferas e serão suspensas durante a noite, informou o capitão do porto da Horta.

Segundo o capitão do porto da Horta, na ilha do Faial, Rafael da Silva, as buscas deverão ser suspensas pelas 20:30 locais (mais uma hora em Lisboa) e deverão ser retomadas terça-feira de manhã, pelas 7:30.

Até ao momento foram apenas encontrados alguns pertences pessoais da tripulação que seguia a bordo e vestígios da embarcação na "costa norte, no extremo leste da ilha do Pico", local aonde se intensificaram as buscas de hoje e de onde deverão ser retomadas amanhã.

Por encontrar continuam dois dos cinco tripulantes de uma embarcação de recreio que virou domingo a seis milhas do porto da Calheta, em São Jorge, quando fazia a travessia entre as ilhas do Pico e São Jorge, do grupo central do arquipélago dos Açores.

O alerta foi dado ontem às 20:00 locais (mais uma hora em Lisboa) e foi ainda possível resgatar do mar três tripulantes com vida.

Para terça-feira, estão previstas buscas marítimas e a pé, nomeadamente, com o apoio de uma embarcação salva-vidas da estação da Horta e com o apoio dos Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico, junto à orla costeira.

A aeronave C295 da Força Aérea, que esteve envolvida nas buscas, mas que hoje à tarde já não se encontrava no local por ter "esgotado" a sua autonomia, já não deverá integrar a operação de manhã.

As causas do acidente estão ainda por apurar, tendo já sido aberto um inquérito, referiu o responsável.