As autoridades de saúde registaram até agora oito casos suspeitos de ébola em Portugal, sendo que nenhum deles se confirmou após as análises efetuadas no Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

Segundo os dados oficiais revelados pela Lusa, estes oito casos foram validados pelos responsáveis da Direção Geral da Saúde que atendem as chamadas que os profissionais de saúde realizam para a Linha de Apoio Médico, sempre que se deparam com um doente com critérios clínicos e epidemiológicos suspeitos.

A DGS acrescenta que o risco de importação de casos para Portugal mantém-se baixo e que continua operacional a plataforma de resposta à doença.

Portugal já realizou dois simulacros que visaram testar a resposta do dispositivo e ambos foram avaliados positivamente por especialistas nacionais e internacionais.

O surto de Ébola já matou mais de cinco mil pessoas desde fevereiro, a maioria na Libéria, na Serra Leoa e na Guiné Conacri, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).