O Ministério da Saúde autorizou esta sexta-feira a abertura de 2.147 vagas para a entrada de médicos nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), maioritariamente localizadas em unidades nas regiões Norte e de Lisboa e Vale do Tejo.
 
“O concurso destina-se a todos os titulares do mestrado integrado em medicina por universidades portuguesas ou diplomas equivalentes de universidades estrangeiras”, esclarece uma nota do Ministério da Saúde, que acrescenta que “estarão a concurso 300 novos médicos provenientes de universidades estrangeiras”.

De acordo com os dados da tutela, há 765 vagas para a região Norte, 375 para o Centro, 713 para Lisboa e Vale do Tejo, 87 para o Alentejo, 104 para o Algarve, 59 para a Região Autónoma dos Açores e 44 para a Região Autónoma da Madeira.
 

Nova carreira de técnico superior de diagnóstico e terapêutica em discussão pública


As normas para a criação da carreira de técnico superior de diagnóstico e terapêutica foram hoje publicadas no Boletim do Trabalho e Emprego, ficando agora o documento em discussão pública durante 20 dias, informou o Ministério da Saúde.

Em comunicado, a tutela adiantou que foram publicadas “as normas com incidência nos trabalhadores em regime de contrato de trabalho nas entidades públicas empresariais (EPE) e nas parcerias em saúde (PPP), em regime de gestão e financiamento privados, integradas no Serviço Nacional de Saúde (SNS) constantes do projeto legislativo que cria a carreira de técnico superior de diagnóstico e terapêutica”.

O mesmo documento acrescenta que a carreira é criada “no âmbito dos serviços e estabelecimentos de saúde integrados no Setor Empresarial do Estado, bem como nas parcerias em saúde, em regime de gestão e financiamento privados, integradas no SNS”.