O Serviço de Investigação Criminal (SIC) da polícia angolana identificou três suspeitos do homicídio de um casal português, em abril, numa via rápida de Luanda, mas a investigação ao caso ainda continua.

A informação foi confirmada hoje à agência Lusa por fonte do comando de Luanda do SIC, recordando que durante o homicídio os autores não terão levado pertences das vítimas, tendo escapado ileso o filho do casal, que seguia na mesma viatura abordada.

É um caso muito enrolado em que estamos a tentar desenrolar o fio. Nesta altura temos três suspeitos identificados e nenhum detido", disse a mesma fonte.

O crime deu-se na noite de 26 de abril, quando o casal seguia na sua viatura, na estrada Luanda-Viana, com o filho, tendo sido surpreendidos por homens encapuzados que atiraram contra os mesmos.

Uma versão apontada por órgãos locais passa pelo envolvimento no crime de ex-trabalhadores do casal português em Luanda, mas a polícia não confirma e também não avança com mais explicações, por decorrerem as investigações.

O filho saiu ileso, o pai morreu no local e a mãe acabou por falecer numa unidade hospitalar da cidade, onde foi socorrida.

Desde a altura que a polícia angolana admite tratar-se de um ajuste de contas.