Várias estradas dos distritos de Coimbra, Guarda e Viseu estão este domingo cortadas devido à queda de neve, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

De acordo com a GNR, durante a madrugada foram interditadas ao trânsito estradas nos concelho de Oliveira do Hospital (estrada municipal 508), Arganil (estrada nacional 344) e Pampilhosa da Serra (estrada municipal 1416), no distrito de Coimbra.

Cortada ao trânsito foi também a estrada nacional 2, no concelho de Lamego, distrito de Viseu.

No distrito da Guarda, foi parcialmente cortada a estrada municipal 555, no concelho de Celorico da Beira.

O Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para este domingo e segunda-feira a continuação da queda de neve acima dos 800 metros para as regiões do norte e centro de Portugal.

Proteção Civil Municipal da Guarda pede precauções

O serviço de Proteção Civil Municipal da Guarda recomenda «precauções adicionais» a todos os cidadãos devido à neve que hoje cobre a cidade mais alta do país e também a região.

Aquele serviço emitiu um comunicado onde refere que os trabalhos de limpeza de neve foram iniciados cerca das 23:00 de sábado e tornaram as vias prioritárias de acesso à cidade transitáveis.

No entanto, a Proteção Civil Municipal da Guarda recomenda que os automobilistas circulem de preferência em viaturas com tração integral (4x4).

«Caso circule de automóvel em zonas com neve, coloque correntes na sua viatura e respeite a sinalização implantada», acrescenta a nota.


Dentro da cidade da Guarda, o corredor de circulação recomendado, para além da VICEG - Via de Cintura Externa, inclui as avenidas Dr. Francisco Sá Carneiro, Monsenhor Mendes do Carmo, Cidade de Safed, Cidade de Bejar, Cidade de Watterbury, Cidade de Salamanca e a rua António Sérgio.

«A colaboração de todos é fundamental para minimizar os impactos negativos dos episódios de queda de neve», assinala a autarquia da Guarda.


O vereador Sérgio Costa, do serviço de Proteção Civil Municipal, disse à agência Lusa que devido à queda de neve, «meia dúzia de ruas mais íngremes» da cidade estão cortadas ao trânsito automóvel.

As artérias foram interditadas à circulação rodoviária «logo que começou a nevar», como está previsto no plano municipal de proteção civil para episódios de neve e gelo, justificou.

O autarca sublinhou que «as estradas principais de acesso à cidade estão todas transitáveis», embora os condutores devam circular «com precaução».

No centro da Guarda «circula-se com alguns condicionalismos», concluiu.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda disse à Lusa que a neve caiu em vários pontos do distrito da Guarda, estando as estradas «todas transitáveis», exceto as de acesso ao maciço central da Serra da Estrela.