Uma mega operação da Polícia Judiciária realizada na Alta de Lisboa, na sequência de uma investigação por crimes de sequestro, tráfico de drogas e armas, resultou na detenção de 52 pessoas e na apreensão de dinheiro, droga, viaturas e armas proibidas.

Em comunicado, a PJ informa que a operação decorreu de um inquérito titulado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Sintra, no âmbito de uma investigação por crimes de tráfico de estupefacientes, associação criminosa e branqueamento de capitais.

Nesta operação, que arrancou pelas 07:00 de hoje, foram cumpridos 100 mandados de busca domiciliária e detidas 52 pessoas, 49 em cumprimento de mandados de detenção e três em flagrante delito.

A operação decorreu no Bairro da Cruz Vermelha, no Lumiar (Lisboa), e culminou na apreensão de "vários elementos de grande relevância probatória relacionados com os factos em investigação, dos quais se destaca produto estupefaciente, dinheiro, viaturas e armas proibidas".

"A investigação vai prosseguir por forma a conhecer a amplitude das ações criminosas em causa", acrescenta a PJ.

Os detidos, 43 homens e nove mulheres, com idades compreendidas entre os 17 e os 61 anos, serão presentes a primeiro interrogatório judicial tendo em vista a aplicação de medidas de coação.

A operação, que segundo uma fonte da PJ envolveu cerca de 300 inspetores, foi desencadeada pela Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT), mas envolveu várias outras unidades da Polícia Judiciária.