“No passado dia 02 de outubro foram despachados favoravelmente, pela ministra da Justiça, três processos relativos a pedidos de nacionalidade portuguesa com fundamento no facto de os interessados serem descendentes de judeus sefarditas, aguardando-se agora a feitura do respetivo registo na Conservatória dos Registos Centrais”, informou à Lusa o ministério.
















“Os judeus que vieram para cá ao abrigo desta lei vão entrar em boas condições e sentir-se bem em Portugal”, sublinhou Rothwell, recordando que há muitos portugueses que “sabem que têm sangue judeu”.