Em Gala, quem conhece o Carrossel sabe que há sabores antigos que nos dão a volta à cabeça. Um pequeno e discreto restaurante que há mais de trinta anos faz pratos que começam a rarear. Sejam línguas de bacalhau panadas com acorda, as choras de peixe ou a famosa raia de pitau. Sabores dos homens do mar e dos anos de dificuldades.

Na cozinha, uma natural de São Tomé, licenciada e mulher do ex-ministro da cultura daquele país. Mulher de mão certeira e que aprendeu a fazer a melhor comida tradicional portuguesa.

No Carrossel tudo nos pode acontecer, em grande, em Gala.