Os enfermeiros dos centros de saúde de Lisboa Norte estão esta quinta-feira em greve contra a falta de pessoal. Atualmente há 352 mil utentes inscritos para apenas 126 enfermeiros. O sindicato diz que faltam pelo menos 90 enfermeiros.

A suspensão de programas como a diabetes ou a consulta domiciliária a recém-nascidos são algumas das consequências da carência destes profissionais no agrupamento.

A greve serve também como ponto de partida para uma outra paralisação destes enfermeiros aos fins de semana e feriados.

Para esta quinta-feira de manhã está marcada uma ação de protesto em frente ao centro de saúde de Sete Rios, em Lisboa.

Os enfermeiros agendaram uma greve nacional para os dias 30 e 31 deste mês.