A Polícia Judiciária (PJ) deteve três homens suspeitos da prática de oito crimes de roubo qualificado a casas de câmbio, dois na forma tentada, e o Ministério Público constituiu arguido um quarto homem, anunciou esta quarta-feira a PJ.

Em comunicado, a PJ refere que os detidos, de nacionalidade estrangeira e com idades compreendidas entre os 25 e os 32 anos, integravam um grupo organizado que se dedicava ao roubo de casas de câmbio com recurso a armas de fogo, mediante ocultação da identidade.

Os crimes ocorreram nos distritos de Lisboa e Setúbal, refere o documento, acrescentando que a operação foi efetuada pela Unidade Nacional Contra no Terrorismo (UNCT) e que o inquérito foi tutelado pelo Ministério Público de Almada.

Durante a investigação, foram apreendidos elementos de prova «muito relevantes», lê-se ainda no comunicado da PJ.

Os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial.