A GNR vai reforçar o patrulhamento junto das zonas comerciais a partir de segunda-feira, no âmbito da operação «Comércio Seguro», para garantir a segurança de lojistas e clientes até à véspera de Natal, anunciou este domingo a instituição em comunicado.

Durante o período de 15 a 24 de dezembro, mais de 4.000 militares dos comandos territoriais - das secções de programas especiais, da investigação criminal e dos postos territoriais - vão promover ações de sensibilização junto dos comerciantes, alertando-os para os procedimentos de segurança a adotar para prevenir ilícitos criminais.

As principais recomendações da Guarda Nacional Republicana (GNR) são uma boa iluminação das entradas/saídas das lojas, não ter grandes quantidades de dinheiro no interior do estabelecimento nem rotinas para a realização dos depósitos bancários, abrir a loja à mesma hora do que os comerciantes vizinhos e ter o contato telefónico dessas lojas vizinhas.

Em caso de assalto, adverte a GNR, o lojista deve manter a calma, não reagir, memorizar os traços fisionómicos do assaltante e durante a fuga deste observar qual a direção, a eventual existência de cúmplices e de viatura fuga, não devendo mexer em nada na loja.