A 46.ª edição da ModaLisboa termina este domingo, em vários locais da zona do Terreiro do Paço, com as propostas para o próximo outono/inverno de Filipe Faísca, Dino Alves e Luís Carvalho, entre outros criadores.

Filipe Faísca apresenta a sua coleção “New Age” pelas 19:30 no Pátio da Galé, apostando na figura da mulher “multifacetada, determinada, que por vezes também é homem, sem censura e sem idade”, segundo descrição do criador.

Depois, às 20:30, no mesmo local, é a vez de Dino Alves, que traz à passerelle um “universo faustoso” com riqueza, luxo e ostentação, através da coleção “Novos reis”.

A encerrar a 46.ª edição está o desfile de Luís Carvalho, sob o tema “Cold as ice”, com coordenados masculinos e femininos de cores gélidas.

Os desfiles arrancaram às 14:30 com a apresentação da ‘designer’ Kolovrat, natural da Bósnia, na Marinha Portuguesa (Rua do Arsenal).

Seguem-se as propostas de Awaytomars (da plataforma LAB), Saymyname, Nadir Tati e Piotr Drzal.

Este último desfile realiza-se no espaço do BPI, na Praça do Município, enquanto os restantes decorrem no Pátio da Galé.

Os desfiles são apenas acessíveis por convite, mas há atividades abertas ao público em geral, todas de entrada livre.

Uma delas é o Wonder Room, uma ‘pop-up store’ (loja temporária) com cerca de 30 marcas nacionais, que tem as portas abertas na Praça do Município entre as 12:30 e as 21:30.

Já na Sala do Risco, no Pátio da Galé, é possível acompanhar-se por imagens os três dias de desfiles através das lentes dos fotógrafos Arlindo Camacho, Nian Canard e da dupla Miguel Domingos e Raul Chan Caldeira. A mostra “Workstation” irá sendo construída ao longo dos três dias.

Nos Paços do Concelho está patente outra exposição, “Gineceu Androceu”, concebida por João Telmo. Ao todo são 20 fotografias, nas quais se “explora o conceito de inversão de género, em que a feminilidade não pertence só às mulheres e a masculinidade não pertence só aos homens”.

Esta edição da ModaLisboa, que faz 25 anos, decorre até domingo sob o tema “Kiss”.