Já são dez os distritos em aviso laranja devido ao mau tempo. Ao início da manhã deste sábado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) aumentou para dez o número de distritos sob aviso meteorológico laranja, mais seis do que no final do dia de sexta-feira.

Faro, Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja e Coimbra constam agora também da lista de aviso meteorológicos de chuva intensa e forte agitação marítima, juntando-se a Porto, Viana do Castelo, Aveiro e Braga.

Nesses dez distritos, o IPMA espera ondas com cinco a sete metros, mas que durante o dia de hoje podem vir a atingir dez a 12 metros de altura máxima, e chuva persistente e por vezes forte.

O aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, é emitido devido a uma situação meteorológica de risco moderado e elevado.

Devido ao vento, que pode atingir rajadas entre os 85 e os 110 quilómetros/hora nas terras altas, muitos distritos do país estão também sob aviso amarelo, o terceiro menos grave de uma escala de quatro, indicando uma “situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica”.

Nos distritos do Porto, Aveiro e Braga poderá ocorrer queda de neve acima dos 600 metros.

O mau tempo que se tem registado nos últimos dias no continente já provocou o corte de estradas, derrocadas e o corte da linha ferroviária da Beira Alta.

O rio Douro não registou cheias esta madrugada, ao contrário do que estava previsto, disse hoje à Lusa a Proteção Civil, indicando também que em Águeda o nível das águas está a baixar.

Ao início da madrugada, a Proteção Civil do Porto previu que fossem ocorrer cheias no Douro pelas 06:00, elegendo Postigo do Carvão, Miragaia e o Cais da Ribeira como os pontos mais críticos.

No entanto, pelas 06:10, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto indicou à Lusa que “o caudal do rio está normal, não houve transbordo”.