Cinco distritos de Portugal continental estão sob aviso amarelo, o terceiro mais grave numa escala de quatro, desde as 22:00 de domingo, devido à possibilidade chuva forte, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Viana do Castelo, Porto, Aveiro, Coimbra e Braga são os distritos em aviso amarelo devido à possibilidade de aguaceiros, por vezes fortes, refere um comunicado do IPMA, acrescentando que o aviso está em vigor até, pelo menos, às 06:00.

De acordo com informação anterior da mesma fonte, os efeitos da tempestade causada pelo furacão Joaquin vão continuar a sentir-se até terça-feira, embora com diminuição de intensidade.

Segunda-feira será “um dia muito parecido ao de hoje”, "com períodos de chuva ou aguaceiros que por vezes podem ser fortes”, mantendo-se a possibilidade de trovoadas, referiu à Lusa a meteorologista Madalena Rodrigues.

Apenas na terça-feira se prevê “uma diminuição da precipitação de norte para sul, devido ao deslocamento da depressão”, conclui a meteorologista.

A depressão pós-tropical corresponde a uma fase posterior da evolução do furacão Joaquin e, por isso, já não apresenta características de severidade meteorológica tipicamente associadas aos ciclones tropicais na categoria de furacão.