Um guarda prisional da cadeia de Pinheiro da Cruz, no concelho de Grândola, foi detido pela Polícia Judiciária. 

Contactada pela Lusa, a DGRSP adianta que, "na sequência de uma diligência da Diretoria de Lisboa da Policia Judiciária, foi detido um elemento do Corpo da Guarda Prisional que presta serviço no Estabelecimento Prisional de Pinheiro da Cruz, encontrando-se o processo em segredo de justiça".

A TVI sabe que o guarda é suspeito dos crimes de burla informática e corrupção, aparentemente, por venda de telemóveis a presos. 

Segundo a página na internet da Procuradoria-Geral distrital de Lisboa, o guarda prisional foi detido no âmbito de um inquérito judicial aberto pela 9.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa (DIAP) por “indícios da prática dos crimes de burla informática e corrupção”.

O detido será na quarta-feira presente ao juiz de instrução criminal para que lhe sejam aplicadas as medidas de coação.