Um emigrante português foi detido pelas autoridades canadianas por ter alegadamente agredido sexualmente uma mulher, anunciou a Polícia de Toronto em comunicado.

O homem, de 49 anos, residente em Toronto, é empresário e natural do concelho da Póvoa de Varzim.

Em 2006, a polícia frisa na nota que "uma mulher contratou a companhia propriedade do suspeito, para construir uma vedação na sua residência, localizada no cruzamento da Scarlett Road e da Dundas Street West".

Este verão, os investigadores dizem que a mulher contatou novamente a companhia para reparar a vedação, e o proprietário enviou um dos seus empregados para efetuar o trabalho.

No passado dia 9, um mês após a reparação ter sido efetuada, o empresário apareceu inesperadamente na casa da mulher e questionou-a sobre o pagamento da reparação.

Quanto a mulher pagou ao empresário, os investigadores dizem que o homem perguntou à mulher se esta estava interessada em vender a casa, e pediu-lhe para ver a residência.

Quanto a mulher estava a mostrar a habitação, as autoridades referem que o homem "alegadamente agrediu sexualmente" a mulher.

Os investigadores acrescentam que a mulher conseguiu "correr para a porta da frente da casa e exigiu que o homem saísse", de acordo com a Lusa.

A polícia foi alertada sobre o incidente e o suspeito foi detido ao final do dia e indiciado do crime de assalto sexual. Uma agressão sexual é, segundo a legislação canadiana, uma forma de contacto sexual indesejado, que vai desde um beijo forçado ate à violação.