"Ter hoje o selo da UNESCO, sabendo que é uma entidade muito credível, é o selo mais importante que podemos ter para que Óbidos não seja vista apenas como lugar da história e para passar férias, mas também lugar onde se pode ser criativo, e onde os investidores podem investir"















Idanha-a-Nova entra nas Cidades da Música da UNESCO








"Passamos a ser uma das cidades da música da UNESCO, no âmbito da rede de cidades criativas, o que vai trazer muito desenvolvimento para o concelho", afirmou o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto.



"Sentimo-nos muito honrados com esta decisão. Este é o reconhecimento da cultura de Idanha-a-Nova e do investimento que temos feito nesta área"