A PSP anunciou, esta quarta-feira, que pretende construir no feriado do 10 de Junho uma bandeira de Portugal feita com 10 milhões de tampinhas, uma iniciativa que visa apoiar a Seleção Nacional e instituições de solidariedade social.

O projeto, designado «Bandeira da Esperança», apresentado esta quarta-feira à tarde no Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) vai ser levado a cabo debaixo da pala do pavilhão de Portugal, situado no Parque das Nações, explicou à agência Lusa o comissário da PSP Rui Costa.

«Trata-se de uma bandeira 100% reciclável que pretendemos que entre para os recordes do Guinness como a maior do género», apontou.

O responsável da PSP explicou que a iniciativa, que já tem vários parceiros, tem dois grandes objetivos, além do de assinalar o Dia de Portugal e das Comunidades.

«Por um lado queremos desta forma apoiar a nossa seleção, que nessa altura já estará no Brasil [para o Mundial de Futebol] e, por outro, apoiar instituições de solidariedade social», explicou.

Nesse sentido, Rui Costa referiu que no dia 10 de junho irão ser instaladas no Parque das Nações três centros de recolha de tampinhas, nos quais os visitantes poderão depositar a sua contribuição.

«Contamos que as pessoas possam trazer com elas o maior número de tampinhas possíveis, uma vez que estas serão depois convertidas em equipamentos sociais», apontou. Rui Costa referia-se aos fundos obtidos com a canalização das tampinhas para reciclagem e a sua troca pelos equipamentos.