A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou hoje a detenção de um estudante, de 16 anos, pela presumível prática do crime de pornografia de menores através da rede social Facebook.

Segundo um comunicado da PJ, o caso remonta a dezembro de 2014, quando o jovem terá abordado uma menor, de 12 anos, na rede Facebook, usando um perfil fictício.
 

"Após granjear a confiança da menor, o suspeito acabou por exigir que esta lhe enviasse fotos desnudada, sob ameaça de que divulgaria na internet informação pessoal e íntima dela, designadamente junto da comunidade escolar do estabelecimento de ensino por ela frequentado".


Durante uma busca domiciliária realizada à casa do suspeito, as autoridades apreenderam um computador e um telemóvel usados na atividade delituosa, além de vários ficheiros de imagens de jovens adolescentes nuas.

Segundo a PJ, a investigação vai prosseguir no sentido de identificar estas jovens e de determinar se também elas foram vítimas do mesmo 'modus operandi' por parte do suspeito.

O suspeito saiu em liberdade, mediante a prestação de Termo de Identidade e Residência.

No mesmo comunicado, a Polícia Judiciária adverte para os riscos inerentes ao uso das redes sociais para manter contactos com pessoas desconhecidas, sobretudo se esses contactos envolverem a partilha de imagens e de informações pessoais.