A colheita de sangue que estava agendada para a próxima sexta-feira no Colégio Bartolomeu Dias, em Santa Iria de Azóia, foi suspensa “por medida de precaução” devido ao surto de legionella, segundo uma associação de dadores.

De acordo com um comunicado assinado pelo presidente da Associação de Dadores Benévolos de Sangue Póvoa de Santa Iria, a suspensão deveu-se a uma informação do Instituto Português do Sangue e da Transplantação no sentido do adiamento de todas as colheitas na área envolvente do surto de legionella.

O que é a Legionella?

No domingo, a colheita de sangue que estava a decorrer na sede da Associação de Dadores Benévolos de Sangue da Póvoa de Santa Iria, foi suspensa como medida de precaução devido ao surto de legionella.


O presidente da Associação, Nuno Caroça, explicou domingo que a suspensão da colheita de sangue foi decidida pelo Instituto Português de Sangue e da Transplantação como medida de precaução.

Esta medida pretende, sobretudo, proteger os dadores, que, para dar sangue, devem estar em perfeito estado de saúde, explicou Nuno Caroça, adiantando que a bactéria legionella não se transmite por via sanguínea.

Legionella: o ponto da situação