Os recentes ataques de terrorismo em Londres e Manchester não intimidaram as dezenas de pessoas que, este sábado à tarde, aproveitavam o sol, a música e os grelhados na festa do dia de Portugal na capital britânica.

No espaço junto à Biblioteca Tate South Lambeth, na área de Stockwell, no sul de Londres, estavam bancadas de produtos portugueses, artesanato, pinturas e comida e bebida portuguesa.

Esta versão especial do Mercado Luso atraiu visitantes como Agripina Santos e Fernanda Rucha, residentes em Londres há mais de duas décadas.

Viemos aproveitar o dia e ouvir a música", disse a primeira à agência Lusa.

Os recentes ataques terroristas não intimidaram as amigas, que consideram que o risco é igual a outro tipo de acidente.

Não penso nisso, a vida continua", garantiu Fernanda Rucha.

Fernanda Correia, uma das organizadoras, afirmou que a polícia visitou o evento no início, para garantir a segurança, mas que se foi embora após confirmar que estava tudo em ordem.

A "Celebração do Dia de Portugal em Londres" teve também a visita do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, acompanhado pelo embaixador português no Reino Unido, Manuel Lobo Antunes, e da cônsul-geral em Londres, Joana Gaspar.

O governante conversou com vários dos participantes e também visitou estabelecimentos de comércio nas ruas limítrofes.

Vejo que é uma comunidade vibrante, com os seus negócios e bem integrada, que contribui para a sociedade britânica", comentou. 

O representante do governo para as celebrações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas no Reino Unido visitou na sexta-feira Manchester, onde também contactou com autoridades e com a comunidade portuguesa local.

"É importante, numa altura importante como é o início das negociações do Reino Unido com a União Europeia, que acompanhemos [os portugueses] com afinco para possam preservar o seu estatuto de residentes no país", vincou.