A Proteção Civil registou, entre as 00:00 e as 07:30 de domingo, 109 ocorrências devido à chuva e vento fortes que se fazem sentir sobretudo na zona litoral norte do país, que envolveram 330 operacionais.

Em declarações à agência Lusa, o adjunto de operações nacional da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) Marco Martins explicou que houve 65 pequenas inundações, 27 quedas de árvores, oito situações de limpeza de vias, sete deslizamentos de terras e duas situações de quedas de estruturas, perfazendo as 109 ocorrências verificadas.

O distrito do Porto foi o mais afetado, com 44 destas ocorrências, seguindo-se Viseu e Coimbra, com 16 ocorrências cada, Aveiro, com 15 ocorrências, e Braga, com sete situações registadas.

Marco Martins frisou que houve uma situação de vento forte em Matosinhos, à semelhança do que aconteceu noutras zonas junto ao mar.

Estas 109 ocorrências envolveram 330 operacionais, entre bombeiros e militares da GNR, que foram apoiados por 132 veículos.

O adjunto de operações nacional da ANPC avisou que o mau tempo vai continuar nas próximas horas, com “chuva forte e persistente e vento forte” principalmente ao longo de toda a costa litoral norte, previsão que se vai estender com o passar do dia até à zona litoral centro.

Seis distritos do norte do país estavavam pelas 08:00 com aviso laranja: Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Vila Real e Viseu.