A barra da Figueira da Foz vai permanecer fechada apesar de algumas manobras com o arrastão naufragado terem decorrido com sucesso, disse fonte portuária à agência Lusa.

Quando o navio foi hoje rebocado do mar para o rio aproximadamente 400 metros, redes e outros detritos ficaram depositados no canal de navegação, o que impede a reabertura da barra.

As autoridades portuárias vão reunir-se com a autoridade marítima e com a empresa responsável pela remoção do arrastão para avaliarem a situação da barra.

A barra da Figueira da Foz está fechada desde as 19:30 de terça-feira, na sequência de um naufrágio naquela zona.

Três pessoas morreram, duas estão desaparecidas e dois pescadores foram resgatados com vida depois deste acidente.

O porta-voz da Autoridade Marítima, Nuno Leitão, disse que os mergulhadores, que estão no rio desde as 15:30, estiveram a vistoriar o percurso de 400 metros que a embarcação fez durante o dia de hoje, com reboque, e que vão voltar ao navio.

O navio está algo instável e isso tem impedido a entrada dos mergulhadores, disse a mesma fonte.

Prevê-se que os mergulhadores voltem ao interior do navio por volta das 20:00.