Um homem de 36 anos foi detido, esta quinta-feira, na Maternidade Júlio Dinis, no Porto, depois de ter sido encontrado com “diverso material hospitalar”, nomeadamente “roupas de enfermeiro, um agrafador e medicamentos”, revelou à Lusa fonte da PSP.

De acordo com o Comando Metropolitano da PSP do Porto, o caso aconteceu pelas 05:00 e o homem “resistiu à detenção”, tendo do “confronto” com a polícia resultado “escoriações ligeiras” para o detido e para um agente.

A mesma fonte indicou que o detido não entrou na Maternidade pela porta principal mas “por onde não era suposto entrar”, acabando por ser detetado através do “sistema de videovigilância” pela segurança privada daquela unidade do Centro Materno-Infantil do Centro Hospitalar do Porto.

O homem vai ser presente ainda hoje ao tribunal para a aplicação das medidas de coação tidas por adequadas, acrescentou a PSP.

A PSP não conseguiu esclarecer os motivos que terão levado o homem a entrar na maternidade e a furtar material hospitalar, até porque o detido terá dado explicações contraditórias para o sucedido.