As duas vítimas mortais do acidente ocorrido hoje na Estrada Nacional (EN) 4, no concelho de Elvas, são um jovem de 22 anos e uma mulher de 50 anos, revelou à agência Lusa a GNR.

Segundo o Comando Territorial de Portalegre da Guarda, a outra vítima desta colisão na EN4, um ferido considerado ligeiro e transportado para o Hospital de Elvas, é um homem de 57 anos.

A colisão, disse a GNR, envolveu dois veículos ligeiros de passageiros, conduzidos pelas vítimas mortais, mas levou, depois, ao despiste de uma outra viatura ligeira de mercadorias, que tentou evitar os automóveis sinistrados.

O alerta para o acidente, que aconteceu na zona de Terrugem, no concelho de Elvas, distrito de Portalegre, foi dado aos bombeiros às 15:14, disse à Lusa o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre.

O trânsito esteve cortado várias horas naquele troço da EN4, nos dois sentidos, mas a estrada já foi reaberta, cerca das 19:10, após a limpeza do pavimento e a remoção dos veículos, frisou a GNR.
 

“A via teve que ser limpa porque, devido ao acidente, tinha sido derramado óleo e combustível no pavimento, mas a circulação rodoviária já foi retomada”, disse a fonte da GNR.


O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) revelou à Lusa que o ferido resultante do sinistro e transportado para o Hospital de Elvas, o homem de 57 anos, apresentava “traumatismo lombar e ao nível dos membros inferiores”.

Já o CDOS explicou à Lusa que, além das vítimas, uma outra pessoa, que não sofreu ferimentos, foi “assistida no local”, mas “recusou ser transportada para o hospital”.

As operações de socorro mobilizaram 27 bombeiros, das corporações de Elvas e de Borba, apoiados por nove veículos, além de um helicóptero (que não chegou a ser utilizado) e de duas ambulâncias de Suporte Imediato de Vida (SINV) do INEM e de meios da GNR.