A Guarda Nacional Republicana (GNR) vai intensificar, de segunda a quinta-feira, a fiscalização aos veículos pesados de mercadorias e passageiros, nas vias com maior volume de tráfego onde existam indícios da prática de ilícitos, informou este domingo a GNR.

Durante a operação, 1.850 militares dos Comandos Territoriais, da Unidade Nacional de Trânsito, do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) e da Unidade de Ação Fiscal vão realizar 731 ações de fiscalização, com especial incidência  no controlo do peso e dos tacógrafos, e na verificação do acondicionamento e transporte de carga e das condições técnicas dos veículos, segundo um comunicado da GNR hoje divulgado.

As ações de fiscalização incidirão ainda na verificação do uso do cinto de segurança e dos sistemas de retenção, e na deteção de infrações de natureza fiscal, aduaneira e ambiental, acrescenta o documento.

Esta operação decorrerá em simultâneo em todos os países da Europa e insere-se no plano definido pela European Traffic Police Network (TISPOL), organismo que congrega todas as polícias europeias de trânsito, no qual a GNR é representante nacional, e pelo Euro Controle Route (ECR), grupo de serviços de controlo das estradas europeias, que visa melhorar a segurança rodoviária.