Um trabalhador da Resitejo - Associação de Gestão e Tratamento dos Lixos do Médio Tejo, na Chamusca, distrito de Santarém, foi esta segunda-feira atropelado mortalmente no interior das instalações da empresa, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém disse à Lusa que o atropelamento, por um pesado de mercadorias, ocorreu pouco depois das 13:00, tendo o trabalhador entrado em paragem cardiorrespiratória.

O óbito foi confirmado pelo médico da viatura médica de emergência e reanimação (VMER) da unidade de Abrantes, do Centro Hospitalar do Médio Tejo.

Diamantino Duarte, administrador da Resitejo, disse à Lusa que o trabalhador, com 73 anos, tinha acabado de picar o ponto quando foi atropelado por uma viatura que fazia marcha atrás para abastecer e cujo condutor não se apercebeu da presença do colega.

No local estiveram, além da VMER, duas viaturas e sete operacionais dos bombeiros da Chamusca e a GNR, disse a fonte do CDOS.