O homem que, esta segunda-feira, se barricou no edifício da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Lagos, entregou-se à PSP, testemunhou a jornalista da TVI no local, Marisa Rodrigues.

Os três reféns - uma mulher e dois homens - foram libertados, e o autor do sequestro detido pelas autoridades. A PSP já confirmou esta informação na sua página de Facebook oficial.
 
 

ÚLTIMA HORA: A PSP informa que o suspeito está detido e que os reféns foram libertados. A PSP agradece toda a colaboração prestada em Lagos e lamenta todos os transtornos causados nas últimas horas.

Posted by Polícia Segurança Pública on  Segunda-feira, 5 de Outubro de 2015

O suspeito exigia ver os dois filhos, um rapaz e uma rapariga de 14 e 15 anos, que lhe foram retirados há cerca de um ano e entregues à mãe. Pedido que a PSP tentou atender, porém os filhos recusaram falar com o pai.

O homem tinha na sua posse duas armas, entre as quais uma caçadeira, que esta manhã usou para disparar sobre um dos agentes da PSP no local, ferindo-o, sem gravidade, na cabeça.

Segundo a agência Lusa, que cita o comandante distrital de Faro da PSP, Viola da Silva, o homem “rendeu-se à polícia após oito horas de negociações com avanços e recuos, não tendo sido necessária a utilização da força".