A Polícia Marítima apreendeu na sexta-feira 245 quilos de peixe de pesca proibida, no Porto de Pesca de Leixões, que posteriormente foram postos à venda em lota, para não se estragar, anunciou aquela força policial

Em comunicado, publicado na sua página oficial, a Polícia Marítima informa que, entre as 09:00 e as 12:00 de sexta-feira, o comando local de Leixões realizou uma ação de fiscalização a embarcações de pesca profissional que regressavam da faina no Porto de Pesca de Leixões, em Matosinhos.

No âmbito desta operação foi intercetada e identificada uma embarcação licenciada para pesca, que transportava a bordo 245 quilos de peixe (língua) para o qual não tinha licença.

Segundo a Polícia Marítima, a referida embarcação encontra-se licenciada para a atividade da pesca de arrasto de vara, cujas espécies alvo são o pilado e o camarão, mas “a espécie que se encontrava a bordo era distinta de qualquer espécie alvo permitida para este tipo de atividade”.

Assim, foi ordenada a apreensão daquele pescado e a sua venda em lota, após as medidas cautelares de polícia, por haver risco de deterioração, e foram levantados os respetivos autos.

Além de ser um tipo de peixe que não correspondia às espécies alvo permitidas, a quantidade capturada também foi excessiva, acrescenta a Polícia Marítima.