O antibiótico Lentocilin, que esteve esgotado durante alguns meses, voltou ao mercado há cerca de duas semanas, segundo a autoridade do medicamento e o laboratório que produz o fármaco.

O Lentocilin é um antibiótico pertencente ao grupo das penicilinas, cuja substância ativa é a benzilpenicilina benzatínica, sendo usado para o tratamento de infeções do trato respiratório superior, sífilis, febre reumática ou difteria, entre outras doenças.

Desde janeiro deste ano que o Lentocilin se encontrava esgotado em farmácias e hospitais porque o laboratório que o produzia deixou de o fazer.

Em causa estava a rutura do fornecimento da substância ativa deste fármaco, mas foi depois encontrado e autorizado um novo fabricante, o que permitiu regularizar o abastecimento a partir de dia 20 de abril, segundo uma comunicação enviada aos profissionais de saúde pelo titular de introdução no mercado.

Contudo, na carta enviada a 22 de abril, o laboratório avisou os profissionais de saúde de que, “devido aos baixos níveis de ‘stock’”, o fornecimento poderia sofrer ainda alguns atrasos numa fase inicial.