A estrada Piornos-Torre-Lagoa Comprida, na Serra da Estrela, foi encerrada ao trânsito às 04:30 desta terça-feira devido à queda de neve, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco.

O fecho da estrada nacional 338 abrange os troços 11, 12 e 13, entre Piornos e o cruzamento para a Torre, acesso à Torre e cruzamento da Torre para a Lagoa Comprida.

A mesma fonte adiantou ainda que pelas 05:30 foi também cortado o acesso da nacional 338 entre Loriga (Seia) e a Lagoa Comprida e também o troço número dois na Estrada Nacional 339, entre Lagoa Comprida e o Sabugueiro.

Segundo indicou fonte do Centro de Limpeza de Neve dos Piornos, às 13:00 de hoje foi também encerrado o troço entre Sabugueiro e Gouveia, Gouveia/Penhas Douradas e Manteigas, tendo estas estradas sido reabertas às 16:50.
 

"Continua a nevar com intensidade e a cotas mais baixas e por isso não estavam reunidas as condições de segurança para a circulação", especificou.


Segundo o CDOS de Castelo Branco, e com base nas informações transmitidas pelo Centro de Limpeza de Neve, não há previsão para a abertura das vias.

Também na Serra de Montemuro, no norte do distrito de Viseu, a queda de neve obrigou ao corte da estrada nacional 321 (reabertas as 15:36) e de três municipais, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro.

Segundo a mesma fonte, estão ainda cortadas as estradas municipais 1053 (entre Felgueiras e Bigorne) e 533 (entre Feirão e Resende) e a 1168 (entre Várzea da Serra e Mezio).

“Já tinha caído neve durante a noite, mas só a essa hora é que as estradas ficaram cortadas”, referiu, acrescentando que não há indicação de viaturas retidas na neve.


A queda de neve cortou ainda o acesso à freguesia de Padroso, em Arcos de Valdevez, obrigando à intervenção dos serviços municipais de proteção civil para limpeza da via.

Em declarações à agência Lusa, o vereador da proteção civil, Olegário Gonçalves adiantou que "o alerta foi dado cerca das 08:30, tendo sido deslocados para o local meios dos serviço municipais de proteção civil para garantir o acesso àquela freguesia de montanha", situada nas proximidades do concelho vizinho de Paredes de Coura, distrito de Viana do Castelo.

O vereador com a área da proteção civil adiantou que "também já neva na freguesia da Gavieira", inserida na área do Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG).
 

"Está a nevar na Gavieira mas as estradas ainda estão transitáveis", afirmou o responsável.
 

Também o ponto mais alto da Serra da Lousã, Trevim, está coberto de neve, naquele que é o primeiro nevão deste Inverno, disse à agência Lusa João Melo, comandante dos Bombeiros Municipais da Lousã. Às 15:50 nevava com intensidade a partir da aldeia do Candal, a 740 metros de altitude.

O comandante adiantou ainda que a estrada entre Lousã e Castanheira de Pera se encontra transitável, embora no ponto mais alto seja aconselhável o uso de correntes.

Durante a manhã nevou também nas localidades de Aigra Nova e Aigra Velha, que fica a 770 metros de altitude no concelho de Góis, de acordo com fonte da Lousitânia - Liga de Amigos da Serra da Lousã.

 

Escolas encerram à tarde em Montalegre, Boticas e Castro Daire


O Agrupamento de Escolas Dr. Bento da Cruz, em Montalegre, decidiu suspender as atividades letivas a partir das 13:45 nos seus estabelecimentos de ensino devido à neve que cai com alguma intensidade no concelho.

Na página da internet do agrupamento, a direção informa que a decisão de encerrar as escolas à tarde foi tomada devido “às condições climatéricas adversas” e em articulação com a proteção civil municipal.

Os alunos das escolas básica e secundária vão regressar, por isso, mais cedo às suas casas.

Segundo fonte da proteção civil, desde esta manhã que a queda de neve está, também, a causar alguns constrangimentos em Montalegre, distrito de Vila Real, não se tendo verificado o transporte escolar de Pitões das Júnias para a sede do concelho.

A estrada da fronteira esteve também condicionada à passagem dos veículos pesados.

O concelho dispõe de cerca de uma dezena de veículos, dos bombeiros, câmara e de particulares preparados para limpar a neve das estradas e também, se necessário, espalhar sal.

Segundo a GNR de Vila Real, neva com intensidade no Alto de Espinho, Marão, no entanto, no Itinerário Principal 4 (IP4) o trânsito está a circular e no local encontram-se um limpa neves a proceder à limpeza da via.

No nó das autoestradas A7 com a A24, ao quilómetro 46 a neve também cai com intensidade bem como no concelho de Boticas mas, até ao momento, não há registo de estradas interrompidas.

Também no concelho vizinho de Boticas, dezenas de alunos vão regressar mais cedo a casa esta tarde devido à queda de neve que está a condicionar este território, disse o presidente da autarquia.

Fernando Queiroga afirmou à agência Lusa que o município decidei vai mandar regressar mais cedo a casa os cerca de 60 alunos da zona de Alturas, por uma "questão de precaução" devido à neve que cai desde as 09:00 neste concelho do distrito de Vila Real.

O presidente referiu que, por causa das condições climatéricas, prefere não arriscar que este transporte escolar se efetue mais ao fim do dia.
 

“A zona de Alturas, a mais alta do concelho, está muito condicionado. Passa-se mas não vou esperar pela noite porque as previsões são de neve até à meia-noite”, salientou.

No concelho de Castro Daire, três escolas básicas fecharam ao início da tarde devido à queda de neve, disse à agência Lusa fonte do CDOS de Viseu.

A mesma fonte referiu que, a partir das 12:00, as escolas de Picão, Carvalhas e Mezio “fecharam por precaução e as crianças foram transportadas para casa”.

As crianças foram transportadas em autocarros e carrinhas, com o auxílio dos bombeiros, acrescentou.


Manto de neve cobre freguesias em Melgaço


Um manto com cerca dez centímetros de neve cobre hoje as freguesias de Lamas de Mouro e Castro Laboreiro, em Melgaço, após o primeiro nevão deste inverno.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara de Melgaço, Manoel Batista, adiantou que "a neve começou a cair cerca das 08:10, em Castro Laboreiro e já chegou a Lamas de Mouro".

Contactado pela Lusa, o responsável pelo serviço municipal de proteção civil, Luís Matos, referiu que a situação "mais complicada se verifica em Castro Laboreiro".

No local, a coordenar as operações de limpeza, Luís Matos adiantou que naquela freguesia, "situada a mil metros de altitude, o manto de neve chega a ter seis centímetros de altura", sendo que "a circulação automóvel não está cortada, mas condicionada a veículos com tração total".


"Os veículos de transporte coletivo não podem circular de todo. Está a nevar com intensidade, e a situação tende a agravar-se".


Adiantou que "os meios estão no terreno, andam num vai e vem para manter as vias, minimamente, circuláveis". "Temos um trator limpa neve, e outro com sal para garantir os acessos até Castro Laboreiro", disse.

Quinze distritos do continente estão, esta terça-feira, sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima, queda de neve e vento forte, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA prevê queda de neve acima dos 800 metros nos distritos de Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda e Castelo Branco.
 
 

Neve em Trás-os-Montes nesta manhã, para já segundo informações das autoridades não há estradas encerradas.

Publicado por TVI Trás os Montes em  Terça-feira, 5 de Janeiro de 2016