Os ventos que têm condicionado a operação no aeroporto Cristiano Ronaldo, na Madeira, levaram ao cancelamento de cinco voos com partida da ilha esta quarta-feira de manhã, sendo três da TAP e dois da companhia britânica Monarch.

De acordo com fonte da estrutura aeroportuária, os passageiros da Monarch – num número que não especificou - "estão a ser assistidos por outras companhias aéreas".

Quanto aos voos da TAP, os três voos cancelados tinham saída para o Porto e Lisboa.

Estes voos referem-se a aviões que deveriam ter chegado na noite de terça-feira e que por norma ficam para o dia seguinte na placa do aeroporto da Madeira, no chamado ‘night stop'.

Estes voos da companhia aérea de bandeira portuguesa afetam cerca de "500 passageiros", que se encontram na gare à espera de novos reagendamentos.

O aeroporto da Madeira está a ser afetado por ventos fortes que incidem sobre a pista desde segunda-feira e que têm obrigado a cancelamentos e desvios das aeronaves para outros aeroportos.

Para esta quarta-feira o Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê céu geralmente pouco nublado, apresentando períodos de maior nebulosidade nas vertentes norte.

Prevê-se vento moderado (20 a 35 quilómetros/hora) de nordeste, soprando forte (40 a 50 quilómetros/hora), com rajadas até 70 quilómetros/hora, nas terras altas e no extremo leste da ilha da Madeira, local onde se situa o aeroporto Cristiano Ronaldo.